terça-feira, janeiro 17

News TV, por Marcos Silvério - 17 Jan

> Notícias da TV, por MARCOS SILVÉRIO <


Walther Negrão deixa novela das 18h


Depois de tirar duas licenças médicas para tratar de problemas no sono e de uma inflamação gástrica, Walther Negrão, 75, se afastou de uma vez de "Sol Nascente", atual novela das 18h. O dramaturgo deixou até mesmo de fazer a supervisão da trama, que será tocada por Suzana Pires e Julio Fischer até o capítulo final, em março. O plano é que Negrão fique em repouso por meses.

Principal autor de Sol Nascente, Walther Negrão, 75 anos, só escreveu a sinopse e 24 capítulos da novela das seis da Globo. Quase toda a história vem sendo contada por dois profissionais que nunca haviam assinado uma novela como autores titulares: Julio Fischer e Suzana Pires. Diretor de dramaturgia da Globo, Silvio de Abreu supervisiona o texto desde outubro, quando a produção ainda estava no começo e patinava no Ibope.

Negrão passou a apresentar problemas de saúde desde antes da estreia de Sol Nascente. Ele começou 2016 internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). No final de maio, a três meses da estreia da produção, ele sofreu novo derrame, e permaneceu hospitalizado durante quase 40 dias.

Um dos mais experientes autores da teledramaturgia nacional (esta é a sua 23ª novela), Negrão até tentou retomar o comando da história, mas não conseguiu mais escrever.

No início de novembro, ele voltou para o hospital, dessa vez por causa de uma apneia do sono. Ficou uma semana. Voltou a ser internado no final daquele mesmo mês, com quadro de anemia.

Por delicadeza e respeito ao profissional, a Globo nunca reconheceu oficialmente que Negrão estava afastado de Sol Nascente e que a novela estava sob intervenção da direção de teledramaturgia. Neste mês, no entanto, a emissora passou a admitir que a trama está sendo escrita _e assim será até o final, em 10 de março_ por Julio Fischer e Suzana Pires.

Sol Nascente terá 167 capítulos, e Negrão só participou efetivamente de 17% deles. Sob a supervisão de Silvio de Abreu, a novela conseguiu se segurar no Ibope. Está longe do sucesso de Eta Mundo Bom!, mas apresenta os mesmos índices de Além do Tempo (2015).

Sessenta anos de TV - Walther Negrão ingressou na TV ainda nos anos 1950, na primeira década do veículo no Brasil, como ator de teleatros. Em 1958, estreou como autor da Tupi, escrevendo para o programa Grande Teatro Tupi.

Começou a fazer novelas, inicialmente apenas adaptações radiofônicas, em 1964, na Record. Seu primeiro grande sucesso foi em 1968, Antônio Maria, que escreveu para a Tupi em parceria com Geraldo Vietri. No ano seguinte, a dupla emplacou outra novela memorável, Nino, o Italianinho. O sucesso chamou a atenção da Globo, que o contratou em 1969, mas ele logo voltou para a Record.

Em sua segunda passagem pela Globo, em 1972, Negrão emplacou seu primeiro grande sucesso na emissora, a novela O Primeiro Amor, que daria origem ao seriado Shazan, Xerife & Cia., estrelado por Paulo José e Flávio Migliaccio, um dos marcos da história da Globo, lembrado na festa dos 50 anos, em 2015.

Em 1975, o autor voltou para a Tupi. Retornou à Globo em 1980. Em 1983, foi bem-sucedido com Pão-Pão, Beijo-Beijo e no ano seguinte, com Livre para Voar. Escreveu Fera Radical, em 1988, e Top Model, em 1989, em parceira com Antonio Calmon. Em 1991, adaptou o texto de João Ubaldo Ribeiro para a minissérie O Sorriso do Lagarto. Despedida de Solteiro, em 1992,  foi um grande sucesso. Mas nada se comparou a Tropicaliente, em 1994, em que lançou uma marca: as novelas praianas.

Negrão sempre foi afeito a parcerias. Em 2003, por exemplo, dividiu com Maria Adelaide Amaral a minissérie A Casa das Sete Mulheres. Suas últimas novelas foram Araguaia, em 2010, que concorreu ao Emmy, e Flor do Caribe, em 2013.

Fonte: Notícias da TV


"Barba Azul" é cancelada pela Globo


 A Globo decidiu cancelar a produção da novela "Barba Azul", de Antonio Calmon, para o horário das 19h30 em 2018.

Segundo o jornal O Globo, "Anos Incríveis" foi antecipada, de autoria de Izabel de Oliveira e Paula Amaral. A história se passará nos anos 80 e tem estreia prevista para daqui um ano.

Bruna Marquezine seria a protagonista de "Barba Azul", com direção de Jorge Fernando. A sinopse agradou a Globo num primeiro momento, mas o desenvolvimento dos capítulos, nem tanto.

Além de Bruna, outros nomes já estavam certos, como Cláudia Raia, Murilo Benício e Klebber Toledo.

Com isso, Calmon ficará ainda mais tempo na geladeira da Globo. Sua última novela foi "Três Irmãs", em 2008. Ou seja, ao menos 10 anos sem escrever folhetins para a emissora.

Fonte: Na Telinha


Conheça o ator que fará travesti em novela


Da pobreza do sertão à tela da Globo. O ator Silvero Pereira é uma das grandes apostas de Glória Perez para a próxima novela das nove, "A Força do Querer".

O nordestino vai dar vida ao motorista Nonato, que durante a trama vai passar por uma transformação na sexualidade e se descobrirá travesti. "Eu ainda não comecei a gravar, começo em fevereiro. A informação que eu tenho é que o personagem tem muito a ver com minha personalidade, isso me abstém um pouco do workshop, desse trabalho preparatório que eles fazem para outros atores. Eu só entro na novela a partir do vigésimo capítulo", revela Silvero, com exclusividade ao NaTelinha.


Glória Perez conheceu o artista quando assistiu ao espetáculo "BR-TRANS". A montagem é o resultado da pesquisa dele torno do universo das travestis e transsexuais por 14 anos. "Ela não foi com a intenção de me convidar para a novela, foi mais para ter um acervo sobre as histórias, me conhecer e trocar ideias sobre o universo trans para entrar na trama. Dentro desta troca de ideias, surgiu o convite para fazer parte do elenco", explica o ator, que faz parte do coletivo artístico "As Travestidas", que realiza debate sobre sexualidade. O grupo é composto por atores, transformistas, artistas plásticos, músicos, fotógrafos, designers e publicitários.

No Rio, Silvero Pereira está no teatro Poeira com a peça "Uma Flor de Dama". "É um espetáculo que originou minha pesquisa sobre esse universo. Ele estreou em 2002 e só agora estamos chegando no Rio de Janeiro. Depois da temporada de sucesso que foi o 'BR-TRANS', as pessoas agora vão assistir um trabalho que originou essa pesquisa, que originou meu grupo, 'Coletivo artístico As Travestidas'", conta o ator.

Fonte: Na Telinha


Eliane Giardini repetirá parceria com Walcyr


Atualmente no ar na minissérie "Dois Irmãos" como Zana, já gravada desde o primeiro semestre de 2015, Eliane Giardini estará na próxima novela de Walcyr Carrasco na Globo.

Segundo informações do jornal O Globo, Eliane foi escalada para a trama do autor, que sucederá "A Força do Querer", de Glória Perez, no segundo semestre, entre setembro e outubro. As gravações estão previstas para meados deste ano.

Eliane repetirá a parceria que fez com Carrasco em "Amor à Vida" (2013) e mais recentemente em "Êta Mundo Bom" (2016), fazendo grande sucesso no horário das 18h.

A expectativa é colocar os números em alta com este novo folhetim, já que "A Lei do Amor" vem sofrendo para conseguir índices superiores a 28 pontos.

Fonte: Na Telinha


Especial sobre Chacrinha irá ao ar em setembro


A Globo vem preparando minuciosamente seu especial sobre Abelardo Barbosa, popularmente conhecido como Chacrinha. Com informações da coluna Controle Remoto.

Em setembro, quando o Velho Guerreiro completaria 100 anos, a emissora exibirá um especial sobre o animador. Cláudio Paiva, Júlia Spadaccini e Carla Faour tocam o projeto.

O intérprete de Chacrinha será Stepan Nercessian, como já fez no teatro em "Chacrinha, o Musical", de Pedro Bial e Rodrigo Nogueira.

Em 2015, Nercessian disse como se preparava para viver o animador nos palcos: "O que eu faço é sumir. A minha concentração é em desaparecer para que o Chacrinha fique. Quando ele chega, essa comoção é o reencontro do público com algo que eles amam muito. O grande mistério é não atrapalhar o Chacrinha. Então, é uma prova contundente de que ele continua um campeão de audiência".

Fonte: Na Telinha


Bianca Ramoneda é dispensada pela GloboNews


A GloboNews dispensou uma de suas apresentadoras com mais tempo na casa, Bianca Ramoneda. A jornalista, que também é atriz e escritora, trabalhava no canal de notícias da Globo havia 18 anos e comandava desde 2015 o programa "Ofício em Cena", em que entrevistava atores, diretores e dramaturgos.

Ao UOL, Bianca Ramoneda afirma ter sido dispensada na última semana e minimiza a saída do canal pago: "Estou oficialmente desligada da GloboNews sim. Eles só não renovaram meu contrato. Tudo bem, vida que segue".

Formada em Jornalismo e Artes Cênicas, Bianca Ramoneda estreou na GloboNews em outubro de 1998, quando tinha 25 anos e foi convidada para apresentar o programa "Starte", com reportagens e entrevistas sobre arte e cultura. Foi a primeira atração do canal pago a ser gravado em alta definição.

Bianca diz que tem relações positivas com a GloboNews e avalia o futuro de sua carreira: "A gente não apaga da nossa vida as experiências que foram boas. É uma fase que vai ser de transformação para mim. É uma fase nova, estou aberta à vida como sempre estive. Não tenho como me separar com o teatro. Vou seguir trabalhando com arte".

Dentro do "Starte", Bianca apresentou os especiais "Grandes Atores" e "Grandes Atrizes", série de entrevistas com alguns dos principais nomes da dramaturgia brasileira, como Walmor Chagas, Beatriz Segall, Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Paulo José e Bibi Ferreira.

Há dois anos, Bianca estava à frente do "Ofício em Cena". No programa, a jornalista conversava com artistas sobre o processo criativo no teatro, cinema e televisão. "O que sei é que o programa não continua", afirma a jornalista.

Além de Bianca, a Globo dispensou o jornalista esportivo Luís Ernesto Lacombe, que trabalhava na casa desde 1997 e não teve o contrato renovado pela emissora.

Fonte: UOL


Autores globais disputam ator da Record


Aguinaldo Silva e Walcyr Carrasco podem voltar a se estranhar por conta de elenco e dessa vez quem está no meio é um ator da Record.

De acordo com o colunista Flávio Ricco, Milhem Cortaz, que está em 'A Terra Prometida', ainda nem se desligou da emissora paulista e já está sendo sondado por Aguinaldo para ser um dos protagonistas de 'O Sétimo Guardião', sua próxima novela.

O grande problema é que na fila de autores Walcyr Carrasco aparece na frente e pode levar Cortaz para fazer a sua trama, que substituirá 'A Força do Querer'.

O mesmo problema aconteceu com Bruna Marquezine. Disputada pelos dois autores, Walcyr Carrasco teria levado a melhor, segundo o jornal 'O Globo'.

Bruna precisou dizer adeus ao elenco de 'O Sétimo Guardião' para compor um dos núcleos da novela de Walcyr.

Para o lugar de Bruna na trama de Aguinaldo, a Rede Globo chamou a atriz Thaila Ayala.

Fim da disputa - O Aguinaldo abriu mão de Marquezine, que será a protagonista da nova novela de Carrasco, para poder ficar com Cortaz, pois tem um papel especial para o ator em sua trama e o considera "perfeito" para a missão.

A direção da Globo "mediou" o duelo e os dois lados saíram satisfeitos. Agora, aguarda-se apenas o fim do compromisso de Cortaz, atualmente em "A Terra Prometida" com a Record, para a devida assinatura de contrato.

Em "O Sétimo Guardião", o ator viverá um personagem que tem fetiche por lingeries. Gosta de ver! Mas..." é espada", garante o autor.

Com a ida da namorada de Neymar para a novela do Walcyr, a personagem em questão ficará com Thaila Ayala.

Pela ordem, o autor de "Êta Mundo Bom!" entrará na sequência de "A Força do Querer", e a trama de Silva, imediatamente a seguir.

Fonte: MSN/Flávio Ricco


Repórter é agredida rebelião em presídio de MG


A repórter da Globo Minas, Larissa Carvalho, foi agredida por uma mulher na madrugada desta terça-feira (17), enquanto realizava uma entrada ao vivo para a Globo News diretamente de Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Larissa estava ao vivo no "Edição das 0h", atualizando a situação no presídio da cidade, onde uma rebelião acontece desde a noite desta segunda-feira (16).

Ela passava as informações, quando de repente, uma gritaria começou a tomar conta do áudio. Ela explicava que eram mulheres de presos protestando contra a Polícia Militar.

Do nada, uma mulher, de camisa azul e calça jeans, simplesmente atropelou a jornalista. O link voltou para o estúdio da Globo News no Rio de Janeiro, quando o apresentador disse que, logo menos, Larissa voltava para dizer se estava tudo bem.

De fato, Larissa voltou, seis minutos depois, recomposta do acontecido. Ela completou o noticiário que interessava, disse que estava bem e que a sua agressora foi presa pela Polícia Militar.

Além disso, Larissa teve escolta policial para poder entrar no ar, já que o temor de uma nova agressão ocorresse novamente, o que acabou não acontecendo.

O vídeo da agressão e o nome da jornalista já estão estão entre os assuntos mais comentados das redes sociais.

Fonte: Na Telinha


Paloma Bernardi renova com a Record


Atravessando um dos melhores momentos de sua carreira como a vilã Samara, de "A Terra Prometida", Paloma Bernardi acabou de renovar seu contrato com a RecordTV. As informações são do jornalista Flávio Ricco.

A atriz se tornou  exclusiva da emissora paulista pelos próximos dois anos. A atriz, inclusive, já é cotada para um novo trabalho.

São grandes as possibilidades de ela ter um dos papéis principais de "Apocalipse", trama que substituirá "O Rico e o Lázaro" entre o fim deste ano e o começo do ano que vem.

Caso Paloma acerte com o time de "Apocalipse", ela trabalhará mais uma vez com Alexandre Avancini, que a lançou na trama "Os Mutantes" e que a dirigiu em "A Terra Prometida".

Paloma Bernardi agora faz parte de um time cada vez mais enxuto de atores com contrato de longa duração com a RecordTV.

Além dela, nomes como Beth Goulart, Lucinha Lins e Sérgio Marone também possuem tal condição. No entanto, vários outros com importantes passagens pela dramaturgia da casa deixaram de ter - como Angela Leal, uma das últimas a não ter o vínculo prorrogado.

Fonte: Na Telinha


Luís Ernesto Lacombe não renova e deixa a Globo


Apresentador do bloco de esportes do "Bom Dia Brasil" desde 2011, na Globo, Luís Ernesto Lacombe anunciou na edição desta sexta-feira (13) que estava saindo de férias. Porém, não é bem assim.

O jornalista não teve seu contrato renovado pela emissora, onde está desde 1997, somando com Globo News e SporTV. Antes, atuava na afiliada RBS em Santa Catarina.

No ar nesta manhã, ele passou as notícias de esporte normalmente e, já na despedida do jornal, disse: "Segunda-feira, Cris Dias! Vou dar uma paradinha. Em fevereiro eu volto".

Procurada pelo NaTelinha, a Central Globo de Comunicação confirmou a informação e disse que Cris Dias assume a vaga de maneira fixa.

Luís Ernesto Lacombe começou sua carreira na Band do Rio de Janeiro. Passou também pela Rede Manchete, até se mudar para Florianópolis em 1992, onde foi apresentador na RBS. Voltou ao Rio em 1997, contratado pela Globo. Também trabalhou na Globo News e SporTV.

Na rede aberta, apresentou o "Esporte Espetacular" por sete anos e também comandou o "Placar da Rodada", após os jogos de futebol nas noites de quarta-feira, até chegar ao "Bom Dia Brasil" em 2011.

No ano passado, teve destaque na cobertura das Olimpíadas do Rio, chegando a narrar medalhas no judô e na vela.

E em novembro, não segurou a emoção ao falar da tragédia envolvendo o avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas entre jogadores, comissão técnica, dirigentes, jornalistas e comissários.

Fonte: Na Telinha


Leonardo Vieira recebe convite para voltar à Record


Vítima de uma série de ataques homofóbicos após ser fotografado aos beijos com um affair, Leonardo Vieira recebeu um convite para voltar à RecordTV. As informações são do jornalista Flávio Ricco.

Leonardo, que deixou o canal após "Os Dez Mandamentos" e 10 anos de contrato, foi convidado pela direção da emissora para um papel em "Apocalipse", folhetim que substituirá "O Rico e o Lázaro" no final deste ano. A reunião que definirá detalhes do contrato e do personagem deverá ocorrer dentro de alguns dias.

Ainda que às voltas da repercussão que o beijo dado no fim do ano passado acarretou, Leonardo Vieira vem conseguindo apoio da maior parte das pessoas.

Bianca Rinaldi, que foi sua parceira de cena em "Os Mutantes" e com quem atuou também em "Prova de Amor", saiu em defesa do ator. Os dois também estrelam a peça "Nove em Ponto", em cartaz no Teatro Folha, em São Paulo.

Até sua volta às telinhas, além da peça teatral, Leonardo Vieira pode ser visto na reprise de "Vidas em Jogo" nas tardes da RecordTV.

Fonte: Na Telinha


Yudi Tamashiro apresentará programa na TV


Revelado pelo SBT, de onde saiu no final de 2012, Yudi Tamashiro voltará a apresentar um programa de televisão, o que não fazia desde então, quando deixou o "Bom Dia & Cia".

A partir do dia 21 de janeiro, ele comandará o "Falo Memo" na Rede Brasil.

"Quero dar seguimento ao meu trabalho, o meu público do 'Bom Dia & Cia' hoje está com 17, 18 anos e acredito que essa faixa de idade está carente de programação para jovem. Quero resgatar esse público que acompanhou sempre o meu trabalho e ficou órfão de programação", disse ele.

Além do "Bom Dia", Yudi apresentou outros programas no SBT, como "Carrossel Animado", "Sábado Animado", "Pirâmide Premiada" e "Cantando no SBT".

Ao deixar a emissora, o jovem participou da sexta temporada de "A Fazenda", na Record, e vem se dedicando à música, além de fazer parte do musica sobre os Mamonas Assassinas, como o Bento Hinoto.

O "Falo Memo" irá ao ar todos os sábados, a partir das 19h30, pela Rede Brasil de Televisão, canal UHF com boa penetração em grandes metrópoles e em algumas operadoras de TV paga.

Fonte: Na Telinha


Ângela Leal deixa a Record


Após oito anos, Ângela Leal deixa a RecordTV. Seu contrato expirou e a atriz não teve o vínculo com a emissora renovado.

Na rede, Ângela Leal atuou em diversas novelas como "Amor e Intrigas", de 2009. Fez também "Balacobaco" e "Bela, a feia".

Um dos papeis mais reconhecidos da atriz no canal foi como protagonista de "Dona Xepa". Novela que teve sua exportação acertada para o Chile, conforme noticiado pelo NaTelinha. A trama protagonizada por Ângela Leal infelizmente não teve expressivos índices no Brasil.

Declaração polêmica -  Em 2013 Ângela Leal participou do programa "Sem Censura" e criticou a emissora por exibir séries e o reality show "A Fazenda": "Tinha aqueles cadáveres de ‘CSI’ (seriado) e depois aquela baixaria de ‘A Fazenda’".

Procurada, a assessoria da RecordTV informou que "não comenta contratos".

Fonte: Na Telinha


Gloob dispara e entra na briga pela liderança


Antes polarizada entre Cartoon Network e Discovery Kids, a briga pela liderança de audiência na TV por assinatura acaba de ganhar um novo concorrente de peso: o Gloob, infantil da Globosat.

Segundo dados consolidados de audiência do Ibope, divulgados pelo jornalista Ricardo Feltrin, o Gloob atingiu seu ápice no último mês de dezembro, chegando ao quarto lugar geral nos dados.

No último 31 dia do ano, a emissora infantil ficou atrás apenas dos concorrentes diretos Cartoon Network e Discovery Kids, que ficaram nos dois primeiros lugares, e do Megapix, canal de filmes que fechou em terceiro lugar.

No mesmo período de 2015, o Gloob estava fora até mesmo do top 20 dos canais mais vistos da TV paga. O crescimento da emissora se deve, principalmente, a um desenho que é sucesso: "Miraculous: As Aventuras de Ladybug" é líder com folga entre um dos públicos alvo da emissora: crianças de 4 a 9 anos de idade.

Veja o ranking das vinte emissoras mais vistas:

1 - Discovery Kids
2 - Cartoon Network
3 - Megapix
4 - Gloob
5 - TNT
6 - Globo News
7 - Fox
8 - Nickleodeon
9 - AXN
10 - Space
11 - Multishow
12 - Viva
13 - Universal Channel
14 - Disney Channel
15 - SporTV
16 - Discovery Channel
17 - Warner Channel
18 - Home & Health
19 - FX
20 - ESPN Brasil

Fonte: Na Telinha


Iara Jamra volta à TV após vender artesanato


Iara Jamra, que já fez papéis em "Rá-Tim-Bum", "Zorra Total" e "O Rei do Gado", volta à TV depois de passar dois anos vendendo cerâmica.

A atriz fechou contrato com a Record para interpretar uma empregada em "Belaventura", nova novela das sete que substituirá a reprise de "A Escrava Isaura".

Segundo Iara, de 61 anos, o mercado de televisão esteve muito parado em 2016. "Gosto de fazer TV, do processo de decorar, encenar e gravar, apesar da espera. É difícil, não é mole fazer TV, tem que ficar à disposição. Moro em São Paulo, tenho uma vida toda em São Paulo e a Record [no Rio de Janeiro] é bem longe. Não vai ser fácil, mas gosto do processo", disse em entrevista ao portal UOL.

Enquanto esteve longe da TV, Iara ganhou a vida dando aulas de teatro e vendendo cerâmicas em feiras de artesanato. "Queria viver disso, mas não consigo. Não sobrou nada, primeiro porque pinto tudo sozinha e dá muito trabalho, tem que estar sempre aprendendo. Não é fácil, é um ofício. Fiz brincando e acabou rolando, mas não dá para fazer sozinha. Agora vou chegar em casa, [se ficar] dois, três dias sem fazer nada já fico louca, invento, faço uma leva e depois comercializo", contou.

Em "Belaventura", Iara fará novamente o papel de uma empregada, assim como fez em "Roda da Vida", onde interpretava Brasilina, e em "O Rei do Gado", onde era Lurdinha.

"Adoro fazer empregada, não tenho nenhum problema. Tem gente que reclama que só faz galã, bonzinho ou vilão. Mas é muito difícil fazer coisas diferentes na TV. Acho que é o meu tipo, minha voz. Sou meio hippiezinha, caipira, tenho sotaque muito paulistano e me jogam para o interior", finalizou.

Fonte: MSN


Valéria Valenssa aprova "Globeleza" vestida


A nova vinheta da Globeleza, em que Érika Moura aparece vestida e representando outros carnavais, também pegou Valéria Valenssa de surpresa. Primeira a ocupar o posto de musa do carnaval da Globo, em 1990, ela apareceu, por quinze anos, rebolando na tela da TV completamente nua, sem roupa alguma, apenas com o corpo coberto por tinta e purpurina. A tradição seguiu até o ano passado, quando as substitutas também sambaram com os corpos esculturais pintados. Valéria concorda que a mudança foi radical, mas aprova.

“Achei linda, mas, na minha época, jamais cogitaríamos mudar radicalmente a pintura. Pensávamos que, em time que está ganhando, não se mexe”. A mulher do designer Hans Donner, entende, no entanto, que os tempos mudaram:


"Sou de outra época, de quando o carnaval valorizava muito a beleza da mulher brasileira. A época do topless, do nu, de Luma de Oliveira, Monique Evans... E, aos pouquinhos, isso foi mudando. O carnaval, em si, foi mudando, para mostrar, de fato, o que é a cultura do nosso carnaval. Se eles perceberam isso nessa vinheta, e se houve essa mudança tão radical, é que eles também estão buscando acompanhar essas mudanças. Os tempos são outros”.

Valéria releva ainda que ideia de mudar radicalmente a vinheta já havia sido cogitada quando ela deixou o posto, em 2005.

“Quando eu deixei de fazer a Globleza, uma das sugestões do Hans (Donner, o marido, que na época criava as vinhetas) era que mudasse todo o visual da nova Globeleza para evitar comparações com a antiga. Depois de muito tempo, eu vejo que eles, finalmente, conseguiram fazer isso".

A inesquecível Globeleza também descarta uma retorno ao carnaval carioca: “Já estou em outra há muito tempo. Esse é um período em que tiro férias, viajo e curto minha família, os meus filhos... Para tudo há um tempo na nossa vida”.

Fonte: Jornal Extra


Didi fala do novo "Saltimbancos Trapalhões"


Uma viagem ao tempo. Após 35 anos da sua estreia nos cinemas brasileiros, chega às telonas a nova versão do clássico "Os Saltimbancos Trapalhões".

Em 1981, o filme foi considera pela crítica como uma das melhores produções da trupe e ainda permanece como nova maior bilheteria do cinema nacional, com 5 milhões de telespectadores.

"Como eu passei 10 anos sem fazer um filme e de repente tive que fazer um a altura do outro, eu fiquei com muito pavor. Este longa não é um remake, só as músicas são iguais, a história é completamente diferente", conta Renato Aragão com exclusividade a este colunista do NaTelinha.

"Os Saltimbancos Trapalhões - Rumo a Hollywood" tem direção de João Daniel Tikhomiroff e roteiro de Mauro Lima. "Eu fiquei com medo. Mas a gente tem que ousar sempre, tem que arriscar, você tem que ter certeza prioritariamente. Eu acho que vai dar certo, eu acho não, eu vi que vai dar certo e deu", comemora o humorista.



O longa traz no elenco Dedé Santana, Letícia Colin, Aline Moraes, Rafael Vitti, Marcos Frota, Emílio Dantas, Marcos Veras e Livian Aragão.

"Eu pedi desculpa ao diretor, para colocar os improvisos. Eu fiz isso no teatro com eles também", relembra Renato Aragão sobre uma cena onde brinca com o cabelo de Dedé Santana. "Eu vou aproveitar e ver os implantes que ele fez aqui, tem implante até de fio dental", fala no longa.

Questionado sobre como foi cantar em "Os Saltimbancos", o eterno Didi brinca: "Eu não canto não. Eu esculhambo as músicas todas. Dei tudo de mim (risos)".



Emocionado, o "Trapalhão" revela que é o público que lhe dá força para continuar trabalhando com mais empolgação. "Meu segredo é o público maravilhoso, que já estou atravessando três gerações. Isso que me coloca lá em cima, que me dá força, me empolga para fazer cada vez melhor meu trabalho", desabafa Renato Aragão.

"Os Saltimbancos Trapalhões - Rumo a Hollywood”, estreia no próxima quinta-feira (19) nos cinemas.

Fonte: Na Telinha


Como estão os participantes do 'BBB 1"


O reality show Big Brother Brasil estreou na Rede Globo em janeiro de 2002. No próximo dia 23, o diretor Boninho estreia a 17ª edição do programa e a primeira sem o apresentador Pedro Bial, que será substituído por Tiago Leifert. Em clima de aquecimento para a estreia, a CARAS Digital mostra como estão os 12 primeiros moradores da casa mais vigiada do Brasil após 15 anos.


Kléber Bambam hoje é fisiculturista


Vanessa Pascale é atriz de novelas da Globo


André Gabeh continua a carreira como cantor


Sérgio Tavares abriu um salão de beleza


Leka Begliomini segue como empresária


Estela Padilha é fotógrafa e cineasta


Adriano de Castro continua o trabalho como artista plástico


Helena Louro casou e passou a se dedicar à família


Cristiana Mota é dona de uma hamburgueria


Bruno Saladini aposentou a carreira de modelo e segue trabalhando como advogado


Xaiane, ou Cristiane Dantas, trabalha na área de marketing


Caetano Zonaro, o primeiro eliminado da casa, virou empresário

Fonte: Caras


Leonardo Vieira se assumiu gay aos 15 anos


Alvo da mídia desde o dia 28 de dezembro do ano passado, quando foi flagrado beijando outro homem numa festa, o ator Leonardo Vieira resolveu falar mais sobre sua vida e revelou quando seus pais descobriram que ele era gay, aos 15 anos de idade.

Em entrevista à revista Contigo desta semana, o galã de novelas contou que teve que falar que era homossexual após o irmão mais velho o flagrar beijando um rapaz.

"Contei para eles que era gay meio forçado. Meu irmão mais velho (Gustavo, 50 anos) me viu beijando um menino, aos 15 anos, e foi falar para os dois e tudo se transformou em um drama familiar gigantesco", disse.

Leonardo Vieira confessa que o processo de aceitação dos pais foi "longo e doloroso". "Meus pais têm formação católica e o meu pai é militar, então, imagina a minha situação em casa. Hoje, eles são a força que eu tenho, a base de tudo, porém, demorou muito até eles aceitarem a minha sexualidade. Afirmo, sem medo, que foi um processo longo e doloroso", comentou.

Mas hoje, sua família aceita bem a condição e o pai até o apoiou nesta semana após ele sofrer ataques homofóbicos na internet. "Eu fico até emocionado em falar dessa força, principalmente do meu pai. Publiquei uma carta que ele me escreveu no meu Facebook. Chorava tanto quando li as palavras dele, era o apoio que eu mais precisava", falou.

O ator ainda contou que negava sua sexualidade quando era mais novo e que sua mãe até tentou lhe colocar numa terapia para "se curar", mas enfrentou e decidiu se assumir.

"Eu negava a minha sexualidade quando era criança, porém, quando entendi que era gay, não me escondi mais. Minha mãe até tentou me colocar na terapia para me 'curar', mas eu tive a atitude de enfrentar e dizer que não era uma doença, e sim algo natural. Escolhi não me expor por causa do meu trabalho, mas continuava com a minha vida normal. Namorei muito, saí e me diverti bastante. Eu me resguardei para proteger as pessoas que eu amo e o meu trabalho. Tenho certeza que perdi vários papéis e os convites diminuíram quando os primeiros rumores saíram", disse.

Leonardo Vieira começou sua carreira na TV em 1990, na novela "A História de Ana Raio e Zé Trovão", da Manchete. Mas estourou mesmo em 1993, ao migrar para a Globo e interpretar o personagem José Inocêncio jovem em "Renascer". Com o sucesso, no mesmo ano estrelou "Sonho Meu".

Também atuou em tramas como "Quatro por Quatro", "Suave Veneno", "Malhação", "Os Maias", "Senhora do Destino" e "Como uma Onda", até se contratado pela Record, em 2005. Na emissora de Edir Macedo, fez "Prova de Amor", "Caminhos do Coração", "Os Mutantes", "Vidas em Jogo", "José do Egito", "Vitória" e mais recentemente "Os Dez Mandamentos - Nova Temporada

Fonte: Na Telinha


Munik encontra o sucesso após o "BBB16"


Uma reviravolta. É assim que Munik Nunes, 20, define a sua vida após a passagem vitoriosa pelo "BBB16". A goiana, que levou para casa R$ 1,5 milhão, se tornou empresária, começou a estudar para seguir carreira como atriz e no fim do ano passado ficou noiva. A uma semana para a estreia da nova edição do reality, ela diz em entrevista ao UOL que não entrou no programa para ser famosa.

"Eu entrei somente para ganhar o prêmio. Tanto é que eu entrei sem pensar no pós e no que iria fazer. O meu intuito era ganhar o programa e voltar para a minha cidade com o dinheiro. Não entrei pensando em ficar famosa, ter fãs... nada disso", afirma.

Era só aparecer em público, na cidade que fosse, que em pouco tempo uma aglomeração ao seu redor se formava. Assim tinha início a vida de ex-BBB.

"Nem acreditava que era eu. As pessoas me tratavam como uma artista de Hollywood. Aonde eu fosse tinha uma multidão de gente atrás, principalmente no primeiro mês. Depois isso foi diminuindo, diminuindo... e hoje tenho mais contato com os fãs pelas redes sociais", conta ela, que ainda diz ser bastante reconhecida -- mas incomparavelmente menos assediada como era logo após o programa da Globo.

Munik diz ter demorado três meses para "cair a ficha" e descobrir que tudo (ou quase) havia mudado. De um olho em filão muito atraente, começou a fazer publicidade em suas redes sociais. E se deu bem no novo negócio. Com 3,5 milhões de seguidores, a goiana diz faturar em média hoje R$ 40 mil por mês só com publipost no Instagram.

Aos poucos, a ex-BBB foi ganhando experiência e, atualmente, ela tem segurança em saber o que publicar -- ainda que a contragosto de fãs: "Esse é o meu ganha pão. O meu público é o [de classe] B, C e até o D. Não é o A. Hoje, não quero colocar fotos profissionais ou bem produzidas. Eu sei que meu público não gosta disso. Eu já coloquei uma foto em que eu estou maquiada, produzida, e outra em que estou muito simples. A foto simples arrebenta".

"Vários fãs do Twitter não entendem isso. Eles querem o meu Instagram como inspiração, com foto do tipo de blogueira. Isso para mim não dá certo", diz.

Munik procura encontrar uma forma natural de fazer a divulgação da marca que a patrocina em determinado post. Nem todos os produtos que anuncia, explica, são de seu próprio gosto.  "Antes eu fazia [propaganda] do que tinha a ver comigo. Mas eu vi que não compensa. Às vezes não combina comigo, mas tem alguém que se identifica. Eu posso divulgar algo que essa pessoa precisa."

Todas as propagandas que ela faz na web, esclarece, passam pelo seu rígido teste de qualidade. "Eu não vou enganar o fã. Não faço publipost com uma mercadoria que não vai funcionar. Eu tento sempre experimentar antes", garante.

Além das publicações patrocinadas na internet, Munik investiu em uma marca de cosméticos em Goiás. Neste ano, lançou um aplicativo para interagir com fãs, por meio de vídeos e bate-papo, que pode ser baixado em celulares pelo preço de R$ 19,90.


Contrato com Globo: "Não serviu para nada"

Além da bolada milionária, Munik cumpriu contrato com a Globo. A emissora estabelece o vínculo de um ano com todos os participantes vencedores de seu principal reality show. Pelo acordo, ela não pôde aparecer em qualquer outro canal de TV. Mas o que a goiana realmente lamenta é ter ficado impossibilitada de fechar contratos para fazer campanhas de publicidade.

"Para mim, [o contrato] não serviu para nada. Era melhor não ter. Na verdade, eu não posso fazer nada. O contrato com a Globo é muito restritivo. Não posso fazer campanha para marcas grandes, não posso fazer comercial, nada disso", diz. E afirma que não tentou renegociar seu contrato terminado o prazo. "Eu entendo que o contrato diz que a Munik só pode ser conhecida como a ganhadora do 'BBB' de 2016."

Ela, que aproveitou a fama instantânea para fazer presença vip, disse que já sofreu preconceito por carregar o rótulo de ex-BBB em um evento em Fortaleza. "Foi com uma atriz, que está sumida. Ela não quis ficar perto de mim, não quis subir no palco. Não me tratou mal, mas eu percebi isso. Mas logo passou. Quando subi no palco, as pessoas gritaram mais para mim do que para ela. Fiquei feliz", lembra.


Munik Nunes saiu do "Big Brother Brasil" e em seguida, sem muito tempo para refletir sobre sua carreira, mudou-se para o Rio de Janeiro. A cidade era o local ideal, acreditava, em que poderia investir em si mesma para virar atriz. Ela sabia que não seria fácil, mas, se pudesse, teria feito tudo com mais calma: "Tive muitas decepções, principalmente com empresários."

"Eu deveria ter esperado a poeira baixar para entender e decidir o que fazer. Assim que sai do programa, já me mudei para o Rio. Não pensei se iria me adaptar, gostar ou se iria dar certo. Fui sem empresário e com tudo nas minhas costas. Tinha que pensar em  mim, na minha carreira, nos meus fãs", lembra ela, que neste ano se mudou para Fortaleza. "Na minha cabeça, se voltasse para Goiânia seria como se desse um passo para trás. Aproveitei que meu noivo mora em Fortaleza e preferi sair do Rio", conta.

Sem desistir do sonho de ser atriz, Munik quer continuar fazendo cursos e se preparando até que se sinta pronta para fazer seu primeiro teste de elenco. Enquanto isso, o plano é investir no que vem dando certo como empresária. Neste ano, ela também quer fazer a faculdade de jornalismo. Em seu vídeo de inscrição para o "BBB 16", ela contou que queria ser âncora do "Jornal Nacional". Se ela ainda quer sentar na bancada ao lado de William Bonner? "Não sei. A gente não pode pensar pequeno, né?", diz, aos risos.

Fonte: UOL

______

Ficamos por aqui, de olho na telinha.

Twitter: @bysilver_br
Oferecimento:
Arte Final Gráfica (62) 3225-2847
Goiânia Hostel – Albergue – www.goianiahostel.com

-